Antigas histórias cristãs de martírio: uma análise comparativa entre Atos de André 51-65 e Atos de Pedro 33-41

  • Valtair Afonso Miranda
Palavras-chave: Atos Apócrifos dos Apóstolos, Martírio, Cristianismo Antigo, Identidade Social, História das Religiões

Resumo

Neste artigo, analisamos comparativamente as seções de martírio encontradas em dois antigos documentos cristãos: Acta Andreae 51-65; Acta Petri 33-41. Estes Atos Apócrifos foram escritos em algum momento do final do século II da Era Comum e podem ser utilizados para estudar o fenômeno do cristianismo em sua relação com a sociedade romana. Discutimos aqui questões como o papel da violência na construção das identidades sociais, a instrumentalização do martírio como instrumento de propaganda religiosa, a função dos heróis martirizados na construção de identidades sectárias. Esta reflexão nos ajuda a entender a forma como comunidades religiosas enfrentam o problema da violência em outros períodos históricos.

Biografia do Autor

Valtair Afonso Miranda

Valtair Afonso Miranda é Doutor em História (UFRJ), Doutor em Ciências da Religião (UMESP), Mestre em Ciências da Religião (UMESP), Mestre em Teologia (STBSB), Graduado em Teologia (STBSB/FTSA) e Graduado em História (UNIVERSO). É Diretor Acadêmico da Faculdade Batista do Rio de Janeiro/STBSB, no Rio de Janeiro, onde leciona Novo Testamento e História do Cristianismo.

Referências

APOCALIPSE DE JOÃO. In: BÍBLIA SAGRADA. São Paulo: Sociedade Bíblica do Brasil, 1980. p. 302-321.

BOLYKI, Janos. “Head Downwards”: The cross of Peter in the lights of the Apocryphal Acts, of the New Testament and of the Society-transforming claim of Early Christianity. In: BREMMER, Jan N. (ed.) The Apocryphal Acts of Peter: Magic, miracles and gnosticism. Leuven: Peeters, 1998, p. 111-122.

DODDS, E. R. Pagan and Christian in an age of anxiety: some aspects of religious experience from Marcus Aurelius to Constantine. Cambridge: Cambridge University Press, 1965.

EUSÉBIO DE CESAREIA. História Eclesiástica. São Paulo: Novo Século, 1999.

INÁCIO AOS ROMANOS. In: PADRES APOSTÓLICOS. São Paulo: Paulus, 1995. p. 103-108.

GAGER, John G. Kingdom and Community: The Social World of Early Christianity. New Jersey: Prentice-Hall, 1975.

MARTÍRIO DE POLICARPO. In: PADRES APOSTÓLICOS. São Paulo: Paulus, 1995. p. 147-157.

MIRANDA, Valtair Afonso. Atos Apócrifos de Pedro: introdução e tradução. São Paulo: Paulus, 2019.

MOSS, Candida R. Ancient Christian Martyrdom: Diverse practices, theologies, and traditions. London: Yale University Press, 2012.

PERKINS, Judith. The Suffering Self: Pain and Narrative Representation in the Early Christian Era. Londres: Routledge, 1995.

PESTHY, Monika. Cross and death in the Apocryphal Acts of the Apostles. In: BREMMER, Jan N. (ed.) The Apocryphal Acts of Peter: Magic, miracles and gnosticism. Leuven: Peeters, 1998, p. 123-133.

PIÑERO, Antonio; DEL CERRO, Gonzalo (orgs.). Hechos apócrifos de lós Apóstolos I. Madri: Biblioteca de Autores Cristianos, 2012.

PLATÃO. The Dialogues of Plato. London: Bantam Books, 1986.

PRIMEIRO MACABEUS. In: BÍBLIA DE JERUSALÉM. São Paulo: Paulus, 1985. p. 788-837.

SARAVIA, J. Os refugiados guatemaltecos e sua espiritualidade de resistência – Testemunhos. RIBLA, São Paulo, n. 13, p. 90-95, 1992.

SCHNEEMELCHER, W. New Testament Apocrypha. v. 2. Louisville, Kentucky: Westminster/John Knox Press, 1992.

SEGUNDO MACABEUS. In: BÍBLIA DE JERUSALÉM. São Paulo: Paulus, 1985. p. 838-874.

STRATHMANN, H. Martys, martyreo, martyria, martyrion. In: KITTEL, Gehard (ed.) Theological Dictionary of the New Testament. Grand Rapids: Eerdmans, 1968. X volumes, v. VI, p. 475-520.

TERTULIANO. Apologeticus. Cambridge: Harvard University Press, 1977.
Publicado
2019-09-19
Como Citar
Miranda, V. A. (2019). Antigas histórias cristãs de martírio: uma análise comparativa entre Atos de André 51-65 e Atos de Pedro 33-41. VIA TEOLÓGICA, 20(39), 39-60. Recuperado de http://periodicos.fabapar.com.br/index.php/vt/article/view/114
Seção
Artigos